4 de dez de 2014

Natal = Amor = Vida= Dezembro Branco


Dezembro, para o mundo cristão, é o mês de comemoração do nascimento do Cristo Jesus, as decorações com motivos natalinos estão em toda parte.
 
O que não poderíamos esquecer é o significado, o sentido da festa. A cada ano que passa, parece que ela perde mais e mais o seu significado, o amor, a harmonia e a paz, que se esvaem pelos dedos das pessoas. Devemos trazer de volta esses valores e buscar nos reconciliar com Aquele que nos guia e orienta a vida, pois, ao passar dos anos, muitas pessoas têm perdido a fé, o desejo de acreditar em
 
Algo Superior, até mesmo em sua própria Luz, tornando nosso mundo mais frio, indiferente. Quem ganha com isso é a violência, a intolerância, o preconceito, que crescem proporcionalmente.
 
O Natal é uma festa cristã, mas ela não é a única que ocorre no mês de dezembro, também temos festas tradicionais de outras culturas, tais como: comemorações de origem africana, judaica, islâmica, budista, hindu e xintoísta, entre outras. Em outras palavras, o mês de dezembro é especial, pois existe um clima, uma emoção, um sentimento solto no ar. Devemos deixar que esse momento tão especial de celebração, de reflexão nos toque e floresça em nossos corações.
 
O ser humano, em sua essência, gosta de ajudar o próximo, por exemplo, as campanhas do Outubro Rosa e Novembro Azul em prol da luta contra o câncer nas mulheres e nos homens respectivamente, por que, então, não lançarmos o Dezembro Branco em prol da vida, da lutar contra a violência que todo ser humano sofre, tanto a física, como a religiosa? Um Dezembro Branco que faça deste mês, um mês de amor, paz, harmonia e compreensão mútua.
 
Deseja-se realmente um grande Dezembro Branco, de paz, harmonia, felicidade e, como diria o Tiny Timmy do conto “A Christmas Carol”, de Charles Dickens, que “Deus nos abençoe a todos” (“God bless us, everyone”).
 
Independente de sua fé, do Deus a quem você ore, que Ele lhe abençoe e a toda sua família.
 
Feliz Tudo
Próspero Sempre